Saltar para o conteúdo

Notícias

Alex Ross relembra 11 de setembro com bela arte do Superman

O ilustrador e quadrinista Alex Ross ("Superman: Paz na Terra") lembrou os 18 anos dos atentados de 11 de setembro com uma linda arte — capa do segundo volume da HQ 9-11. Publicada em seu Instagram, a imagem traz Superman e Krypto, o Supercão, olhando admirados para um mural em homenagem às pessoas que trabalharam para socorrer as vítimas. "Uau", diz o Homem de Aço, em respeito aos verdadeiros heróis daquele dia trágico: bombeiros, policiais, paramédicos... Confira:

Em 11 de setembro de 2001, a Al Qaeda de Osama Bin Landen orquestrou uma série de atentados aéreos nos Estados Unidos. Os terroristas sequestraram aviões que colidiram contra o Pentágono, o Departamento de Defesa dos EUA sediado próximo a Washington D.C. e à Casa Branca, e contra as Torres Gêmeas do World Trade Center, que caíram e formaram uma nuvem de fumaça, sombras e terror em Nova York em um dos dias mais infames desse início de século 21.

Essa é a outra arte compartilhada por Alex Ross, ainda mais bonita:

Notícias

It: Capítulo 2 | Stephen King amou insultar Bill em participação especial

Stephen King se comportou como um típico integrante do Clube dos Otários ao receber o convite de (re)visitar a cidadezinha de Derry em It: Capítulo 2: primeiro, com muita hesitação; depois, com um empenho entusiasmado. Em entrevista à Vanity Fair, o autor revelou o aspecto ácido de sua personalidade ao aceitar fazer as vezes de Alfred Hitchcock e Stan Lee e fazer uma participação cômica no filme sobre sua obra.

Andy Muschietti convenceu Stephen King ao contar sua ideia: o escritor interpretaria o dono ranzinza do antiquário Secondhand Rose e nele destrataria um autor de best-seller — no caso, ninguém menos que Bill Denbrough, o protagonista vivido por James McAvoy: "Yeap", disse ele, caindo no riso quando perguntado se gostou de insultar um escritor famoso: "Foi um enorme prazer fazer isso".

No filme, Bill passa em frente à Secondhand Rose quando se depara com o que restou de Silver, a bicicleta que ele tanto amava na infância. O personagem de King logo reconhece o autor e o trata com desdém. Perguntado sobre o valor daquela peça velha e enferrujada, ele responde "300 dólares", para o espanto de Bill. "Você pode pagar", o dono da loja diz. Bill oferece uma opção: autografar um de seus livros, para obter um desconto, e o velho ranzinza responde que não gosta do final de seus livros — em uma clara referência entre o King na tela e as críticas ao King das páginas.

Outro elemento que agradou a Stephen King foi uma ideia original abandonada por Muschietti. A princípio, essa sequência funcionaria de maneira alternada com um flashback do jovem Bill (vivido por Jaeden Martell) naquela mesma loja com Beverly Marsh (Sophia Lillis), há 27 anos. "Era um pequeno momento romântico, em que eles seriam abordados pela versão mais jovem do vendedor", conta o diretor, que também revelou um aspecto interessante: em vez de rejuvenescer King digitalmente, o personagem no passado seria interpretado por seu filho, o escritor Joe Hill.

"A ideia original de Andy era muito genial. Ele queria usar Joe como aquele cara no flashback com a criança, e isso teria funcionado porque eu e Joe nos parecemos muito", disse King, cuja cria é a sua cara. Porém, a sequência nem chegou a ser filmada. "Começamos com um roteiro de 160 páginas, e essa foi a versão curta", disse Muschietti. "Infelizmente, tivemos que remover [essa cena]. Era impossível!"

Ainda assim, It: Capítulo 2 chegou nos cinemas com longas 2 horas e 49 minutos de duração. Felizmente para a Warner Bros., isso (assim como algumas críticas negativas ao filme) não tem impedido o sucesso mundial do longa-metragem, que já arrecadou US$ 190 milhões nas bilheterias.

Notícias

Lucasfilm dispensou roteiristas de Um Lugar Silencioso por sugerirem alternativas a Star Wars

Scott Beck e Bryan Woods se tornaram nomes quentes em Hollywood após Um Lugar Silencioso, de John Krasinski. O sucesso mundial de US$ 340 milhões do thriller rendeu um encontro dos roteiristas com executivos da Lucasfilm. Cortejados para escrever novos filmes de Indiana Jones e Star Wars, Beck e Woods disse que o acordo não se deu porque eles desejam desenvolver ideias originais, e o estúdio é muito resistente a tentar novas franquias.

"Fomos até a Lucasfilm na esteira [do sucesso] de Um Lugar Silencioso e eles queriam conversar sobre Indiana Jones e Star Wars", disse Woods. "E nós dissemos algo como, 'Queremos conversar com vocês sobre o que era Star Wars antes de ser Star Wars'. Vocês têm uma responsabilidade de começar uma nova franquia. Nosso coração sempre se dedicou a isso, em tentar criar ideias originais."

Os roteiristas ainda tentaram: "Sem falar demais, nós ficamos simplesmente ruminando 'E se fôssemos fazer um filme do Indiana Jones, o que nós iríamos querer ver em Indiana Jones?'. Ou e se fôssemos fazer um filme de Star Wars, qual é o capítulo de todo aquele universo que iríamos querer ver? Então, a conversa foi toda sobre uma tela branca. A gente começou a evoluir um pouco, mas, como o Bryan disse, não é o nosso DNA. Nós preferimos criar qual seria o próximo capítulo de Indiana Jones".

A Lucasfilm encerra em dezembro a saga principal de Star Wars, com Star Wars - A Ascensão Skywalker. Depois, o diretor Rian Johnson (Star Wars - Os Últimos Jedi) se reúnem com os showrunners de Game of Thrones, David Benioff e D.B. Weiss, para uma nova trilogia baseada na franquia. Séries televisivas seguirão expandindo esse universo no Disney+, com atrações como The Mandalorian, estrelada por Pedro Pascal, e uma série sobre Obi Wan Kenobi estrelada por Ewan McGregor e com participação de um pequeno Luke Skywalker.

Notícias

The Batman | Christian Bale aprova escalação de Robert Pattinson

Robert Pattinson comentou, em entrevista recente, todo o seu desespero ao vazarem que ele seria o novo Batman — antes mesmo da confirmação de que ele seria o novo Batman. Mas disse ter encarado com tranquilidade a repercussão em torno de seu nome. "Para ser honesto, a reação foi menos virulenta do que eu estava esperando", disse ele, acrescentando que "é mais divertido" ser azarão, mais confortável atuar sem tanta expectativa.

Pois saiba ele que gente importante aprova seu nome e verá The Batman com boa expectativa.  É o caso de Christian Bale, intérprete de Bruce Wayne na elogiada Trilogia do Cavaleiro das Trevas, de Christopher Nolan. Entrevistado pela Variety durante o Festival de Toronto, o ator afirmou que Pattinson "é uma boa escolha". "Ele é interessante", disse Bale, monossilábico, falando mais ao dar uma dica valiosa para o colega.

"Seja capaz de fazer xixi sozinho. Você não se sente muito como um super-herói quando não consegue ir ao banheiro sozinho", brincou Bale, ecoando palavras do Robert Pattinson. O novo Homem-Morcego falou sobre como é desconfortável ter cinco pessoas ajudando-o a vestir o traje e fazer todo o resto com ele — depois ponderando que o simples ato de vestir o traje fazia sentir-se incrível, com superpoderes.

Outra figura de destaque em Hollywood que elogiou a escalação de Robert Pattinson foi Kristen Stewart. Seu par na Saga Crepúsculo e com quem namorou por 3 anos, a atriz disse que o ator é perfeito para o papel: "Eu sinto que ele é o único homem que poderia interpretar esse papel. Estou muito feliz por ele. É louco. Estou muito, muito feliz com isso. Eu ouvi a notícia e fiquei: 'Cara, isso é demais!'".

The Batman estreia no dia 25 de junho de 2021.

Notícias

Toronto 2019 | Joaquin Phoenix dedica prêmio pela carreira ao irmão River Phoenix

Joaquin Phoenix é um dos grandes atores de sua geração. Três vezes indicado ao Oscar, outras cinco ao Globo de Ouro (ganhando um por Johnny & June), o ator conhecido por papéis dramáticos complexos em Gladiador, Ela e O Mestre já é apontado como forte candidato ao Oscar por conferir a densidade que lhe é característica a um filme de super-herói. No caso, a um típico drama; na verdade, em um longa sobre um vilão, o arquirrival de ninguém menos que o Batman.

Vencedor do Leão de Ouro no Festival de Veneza, Coringa é um dos títulos ilustres das apresentações de gala do Festival de Toronto 2019. Para completar, Joaquin Phoenix foi um dos artistas homenageados na ocasião. Imprevisível, o ator surpreendeu mais uma vez ao incrementar seus discursos originais com belas recordações de sua terna idade. Então, lembrou a influência do saudoso River Phoenix, reconhecendo a importância de um gesto simples do irmão mais velho em sua carreira. Veja:

"Quando eu tinha 15 ou 16 anos, meu irmão River chegou em casa do trabalho, nós tínhamos uma cópia em VHS de um filme chamado Touro Indomável, e ele mandou eu me sentar e me fez assisti-lo. No outro dia, ele me acordou e me fez assistir de novo. E disse, 'Você vai voltar a atuar, é isso que você vai fazer'", lembrou Joaquin, fazendo o público suspirar com o ato de River, ator e músico, talento e carisma, cidadão e ativista, morto aos 23 anos de forma acidental e precoce. 

"Ele não me pediu, ele mandou. E eu tenho uma dívida com ele, pois a carreira de ator me deu uma vida muito incrível", disse o ator, emocionado com o clipe exibido antes sobre sua carreira. Então, ele reconheceu a importância de outros membros de sua família: citou as irmãs Rain e Liberty, que ainda considera suas "melhores amigas"; a mãe, por ser "uma fonte de inspiração constante" ("tudo que eu faço é por ela"); e o pai, de quem ele diz ter buscado sua "forte ética de trabalho consigo mesmo" — embora ponderando que o diretor de Coringa, Todd Phillips, poderá desmenti-lo por isso.

"Me diz que nada disso é mentira", brincara, antes, Willem Dafoe, que foi quem lhe concedeu o TIFF Tribute Actor Award. "O ponto é que ele está sempre nos surpreendendo. E a si mesmo."

Coringa é a grande estreia do próximo dia 3 de outubro nos cinemas brasileiros. Veja o trailer:

Notícias

Eddie Redmayne diz que gostaria de interpretar o Charada

The Batman será um filme noir em que o Homem-Morcego irá desenvolver sua inteligência e grande capacidade de investigação das HQs. Na trama, Robert Pattinson terá de enfrentar vários vilões. O Pinguim é dado como certo, assim como a Mulher-Gato. E o Charada?! Na dúvida, Eddie Redmayne não fez por menos e já disse, em entrevista ao IMDB, que esse é o personagem de seus sonhos. "Vou deixar essa no ar", brincou o ator, vencedor do Oscar 2015 por A Teoria de Tudo.

Charada é o alterego de Edward Nashton, que mais tarde adotaria outro sobrenome para fazer o trocadilho E. Nygma, condizente com sua fixação por enigmas. Assim, ele também quebrou vínculos com seu passado traumático, causado por um pai agressivo e uma mãe ausente. Sua personalidade foi sendo moldada após trapacear e vencer uma competição para ver qual estudante montaria mais rápido um quebra-cabeças. Ao longo da vida, sua confiança cresce em paralelo com seus problemas psicológicos, até o dia em que ele assume a identidade do Charada e decide desafiar o Batman. Ele aparece uma vez nos cinemas: em Batman Eternamente (1995), interpretado pelo comediante Jim Carrey.

Dirigido por Matt Reeves (Planeta dos Macacos: A Guerra)The Batman estreia nos EUA no dia 25 de junho de 2021.

Notícias

Margot Robbie vai adaptar a cultuada e violenta Tank Girl

Tank Girl deverá ganhar os cinemas de novo — finalmente! E com uma das atrizes e produtoras mais interessantes da atualidade: Margot Robbie. Segundo um dos criadores da cultuada e violenta história em quadrinhos, Alan Martin, a produtora da artista e empresária, LuckyChap Entertainment, comprou os direitos de adaptação da obra junto à MGM.

Cocriada por Jamie Hewlett em 1988, Tank Girl acompanha Rebecca Buck, uma garota que pilota e mora em um tanque de guerra. Ela atua em diversas missões para uma organização misteriosa, e acaba se tornando uma fora da lei. Ela também é perseguida por causa do abuso de substância ilícitas e de seu namorado: Booga, um canguru mutante. Influenciada pela cultura punk, a anárquica HQ foi adaptada em 1995 com Lori Petty e Ice-T como Becca e Booga.

A iniciativa mostra que Margot Robbie vem tomando as rédeas de sua carreira. Após despontar para a carreira em O Lobo de Wall Street, a atriz não parou de trabalhar, conciliando blockbusters (Esquadrão Suicida) com filmes de diretores cultuados, como Quentin Tarantino (Era Uma Vez Em... Hollywood). Sua atuação como produtora começou com o pé direito, com Eu, Tonya, pelo qual foi indicada ao Oscar. Seu currículo como produtora vem crescendo desde então, e inclui, dentre outros, Aves de Rapina, Sereias de Gotham, Barbie e um filme sobre William Shakespeare.

Veja o trailer da primeira adaptação de Tank Girl:

Notícias

Joaquin Phoenix sobre Coringa: "Uma das grandes experiências da minha carreira"

Joaquin Phoenix hesitou muito antes de topar o convite de Todd Phillips para viver o Coringa. "Não foi uma decisão fácil. P**, eu não sabia o que fazer. Não sabia", disse Phoenix, em entrevista durante o Festival de Toronto 2019. "Mas tinha algo que me puxava. E isso foi evoluindo conforme trabalhávamos juntos. Foi se tornando algo maior do que eu esperava. Foi uma das grandes experiências da minha carreira."

As maiores expectativas da Warner Bros. vêm sendo superadas com a repercussão positiva de Coringa em Toronto e Veneza, onde ganhou o Leão de Ouro. É a oportunidade que o estúdio precisava para superar o desempenho decepcionante de Liga da Justiça em 2017. Segundo Phillips, tudo começou quando ele apresentou aos executivos da WB sua ideia: uma história de origem similar aos filmes dos anos 70 e 80 que ele cresceu vendo, do Rede de Intrigas (1976) de Sidney Lumet a Touro Indomável (1980), de Martin Scorsese.

"O que é incrível no Coringa é que ele é um narrador em que não se pode confiar e ele não tem história de origem. Tivemos liberdade. Pegamos algumas coisas dos quadrinhos. Foi realmente libertador", disse o surpreendente cineasta conhecido pela franquia Se Beber, Não Case. Sobre Phoenix, ele disse que pensou nele enquanto escrevia o roteiro, e conta algo engraçado sobre sua contratação: "Eu sempre digo que ele nunca assinou para fazer o filme. Ele simplesmente apareceu para testar o figurino."

Por fim, Todd Phillips disse algo que pode frustrar quem se animou com a possibilidade de Coringa se fundir com The Batman, como seu protagonista Robert Pattinson indiciou. "Eu não vejo [esse filme] esse conectando com nada no futuro. Esse é um filme só", disse o diretor do longa-metragem, já apontado como um candidato ao Oscar 2020. 

Coringa estreia no Brasil no dia 3 de outubro. Veja o trailer:

Notícias

Sombras da Noite ganhará nova adaptação para a TV

Casa de sucessos como Sobrenatural, The Vampire Diaries e iZombie, a CW vai apostar no passado para seguir sendo uma referência no que diz respeito a séries de horror e fantasia para o público jovem. Segundo a Variety, a emissora dos grupos CBS e Warner fará uma nova adaptação televisiva de Sombras da Noite.

Baseada na criação original de Dan Curtis, Dark Shadows: Reincarnation (título original) será uma série dramática de uma hora descrita como "uma continuação nos dias modernos da saga estranha, aterradora e sexy da família Collins de Collinsport, Maine — um grupo misterioso, influente e recluso que guarda um segredo medonho: eles vivem há 400 anos sob uma maldição que atormenta seu sangue azul com toda criatura e horror sobrenatural imaginável". Mark B. Perry será o roteirista e produtor-executivo do projeto.

A Dark Shadows foi exibida pela ABC de 1966 a 1971, totalizando o número espantoso de mais de 1.200 episódios. A série estrelada por Jonathan Frid como Barnabas Collins inspirou dois filmes com o elenco principal. A atração teve vida curto no início dos anos 90 na NBC e um piloto de 2004 foi ainda pior na finada The WB. Tim Burton adaptou a franquia em 2012 para o cinema, com Johnny Depp no papel principal e recepção morna do público — leia nossa crítica e veja o trailer:

Notícias

The Batman | Matt Reeves quer atriz negra como a Mulher Gato

The Batman segue cercado de dúvidas e rumores. O mais recente foi divulgado pelo Heroic Hollywood: de que o diretor Matt Reeves (Planeta dos Macacos: A Guerra) estaria buscando uma atriz negra para interpretar a Mulher-Gato no próximo filme do Homem-Morcego.

A informação é de que Zoë Kravitz foi cogitada para o papel, mas não teria aceitado o convite por conflito de agendas. Antes dela, especulou-se o nome de Vanessa Kirby (The Crown), ocasião em que Matt Reeves teria revelado a sua ideia para a personagem - que é boa, até para espantar o fantasma da Mulher-Gato (2004) de Halle Berry.

As grandes certezas de The Batman são um Robert Pattinson muito empolgado para vestir o traje preto do Cruzado Encapuzado e que ele terá de enfrentar muito vilões em um filme noir focado em suas maiores habilidades nas HQs: a inteligência, seu poder de investigação, seu poder detetivesco. Além da Mulher-Gato, o Pinquim é apontado como um de seus grandes antagonistas no filme.

A estreia de The Batman está marcada para o dia 25 de junho de 2021 nos Estados Unidos.

Páginas