Saltar para o conteúdo

Notícias

Novo filme de Richard Linklater será rodado ao longo de 20 anos!

Richard Linklater não se intimidou com o desafio e recompensa a longo prazo de Boyhood - Da Infância À Juventude, filmado durante 12 anos. Segundo o Collider, o cineasta norte-americano prepara a adaptação cinematográfica de "Merrily We Roll Along", musical homônimo do aclamado compositor Stephen Sondheim, com uma produção prevista para ser ainda mais longeva: 20 anos!

A peça acompanha Franklin Shepard, um compositor da Broadway que abandona a carreira nos palcos e os amigos de outrora para embarcar em uma vida de glamour como produtor de filmes comerciais. O curioso é que a narrativa exigirá que as filmagens sejam gravadas de trás para frente, haja vista que a trama começa com o protagonista já bem-sucedido em Hollywood e vai voltando no tempo, mostrando como suas decisões o transformaram em um homem irreconhecível.

Amigos de infância na vida real, as sensações Ben Platt (vencedor do Tony Awards por "Dear Evan Hansen") e Beanie Feldstein (Fora de Série, Lady Bird) viverão nas telas essa relação de amizade como os protagonistas. de Merrily We Roll Along. Ou, no caso, até Frank (Platt) tomar um novo rumo e decisões que decepcionam e afastam sua melhor amiga, a crítica de teatro Mary Flynn (Feldstein).

O próximo filme de Richard Linklater é Cadê Você, Bernadette?, drama estrelado por Cate Blanchett com estreia prevista para novembro nos cinemas brasileiros. Ben Platt fará sua estreia audiovisual no streaming, com a comédia The Politician, primeira série da parceria entre Ryan Murphy (American Horror Story) e Netflix. O novo projeto de Beanie Feldstein também é com o prolífico Ryan Muprhy: como Monica Lewinsky na nova temporada da premiada série em antologias American Crime Story, sobre o escândalo sexual envolvendo o Presidente Bill Clinton.

Notícias

The Flash é o próximo filme do diretor de It - A Coisa

Andy Muschietti revelou que seu próximo projeto é mesmo The Flash. Já confirmado no cargo, o diretor de It - A Coisa e It - Capítulo 2 espanta, enfim, todas as desconfianças em torno do filme solo do Velocista Escarlate — que já teve Seth Grahame-Smith (Abraham Lincoln: Caçador de Vampiros), Rick Famuyiwa (Dope - Um Deslize Perigoso) e a dupla John Francis Daley e Jonathan Goldstein (A Noite do Jogo) ligados ao projeto no cargo de direção.

O cineasta argentino também esclareceu que seu envolvimento no projeto não significa que The Flash irá explorar o gênero pelo qual ficou conhecido desde o curta Mamá e seu longa em língua inglesa, Mama: o terror. "O que me cativou foi o lado humano, os sentimentos humanos e as emoções que se desenvolvem no drama. Será divertido também. Não posso prometer que não haverá algum elemento de terror, mas é uma história humana muito bonita", disse Andy sobre o longa estrelado por Ezra Miller como Barry Allen.

Christina Hodson (Bumblebee, Aves de Rapina, Batgirl) é a nova responsável pelo roteiro de The Flash. O filme solo spin-off de Liga da Justiça não tem previsão de estreia nos cinemas.

Notícias

Veneza 2019 | Lucrecia Martel defende mostra com filme de Roman Polanski

O Festival de Veneza 2019 começou com uma polêmica nessa quarta-feira (28). Em entrevista coletiva, o diretor do evento, Alberto Barbera, e a presidente do júri, a cineasta Lucrecia Martel (Zama), foram questionados sobre a conturbada inclusão de Roman Polanski na mostra competitiva com seu novo filme, An Officer and a Spy. Eles defenderam a participação do artista — com ressalvas ao seu comportamento como pessoa. 

"Estou convencido de que devemos, necessariamente, distinguir o artista e o homem", disse Barbera, segundo o Deadline, sobre o  consagrado diretor e roteirista de filmes como O Bebê de Rosemary, Chinatown e O Escritor Fantasma, condenado pelo estupro de uma jovem de 13 anos nos anos 70. "A história da arte é cheia de artistas que cometeram crimes de naturezas diferentes, e ainda assim continuamos admirando suas obras de arte. O mesmo se aplica a Polanski, que, na minha opinião, é um dos últimos mestres ainda ativos no cinema europeu."

Lucrecia Martel foi em outra direção. A autora argentina enfatizou que "não separa o homem da arte", mas explicou que o caso de Polanski é mais difícil de julgar. "Um homem que comete um crime desse tamanho, é então condenado e a vítima se considera satisfeita pela pena, é [algo] difícil para eu julgar. É difícil definir qual é a abordagem certa que devemos ter com pessoas que cometeram certos atos e foram julgadas por eles. Acho que essas questões são parte do debate em nossos tempos."

Por fim, Lucrecia Martel deixou claro que não confraternizaria com ele — o que de fato aconteceu, tendo se recusado a participar do jantar com o diretor. "Eu não vou congratulá-lo. Mas acho correto que seu filme esteja aqui no festival. Nós temos que desenvolver nosso diálogo com ele e essa é a melhor forma de levar esse tipo de discussão adiante", disse Martel.

An Officer and a Spy apresenta um grande elenco formado por Louis Garrel, Jean Dujardin, Emmanuelle Seigner (esposa e musa inspiradora de Polanski), Denis Podalydès e Mathieu Amalric. Baseado em fatos reais, o thriller de espionagem é ambientado em Paris, 1884, e acompanha o drama do capitão Alfred Dreyfus — um raro judeu no exército francês acusado de alta traição após uma trama planejada por seus inimigos. Após a condenação do capitão à prisão perpétua no exílio, o investigador Georges Picquart decide seguir as pistas para desvendar o mistério por trás da condenação de Dreyfus.

Roman Polanski assina o roteiro ao lado de Robert Harris, autor do livro homônimo que An Officer and a Spy adapta e, assim, repetindo a ótima parceria do atmosférico suspense O Escritor Fantasma.

Notícias

Anthony Michael Hall é escalado em Halloween Kills


A Variety informou o primeiro nome inédito escalado na sequência Halloween Kills, sequência do Halloween de 2018 comandado por David Gordon Green (Segurando as Pontas): Anthony Michael Hall, eteterno ídolo adolescente que se destacou nas produções de John Hughes Gatinhas e Gatões, Mulher Nota 1000 e principalmente Clube dos Cinco

Anthony Michael Hall irá interpretar um envelhecido Tommy Doyle, de quem Laurie Strode cuidou quando era babá no Halloween de 1978, ano do primeiro massacre perpetrado por Michael Myers. O personagem já foi interpretado anteriormente por Paul Rudd (Homem-Formiga) em Halloween VI - A Última Vingança (1995). Mas como a nova trilogia se pretende uma sequência do primeiro, faz sentido uma nova escalação.

Green irá filmar as duas sequências de maneira consecutiva (ou "back-to-back", como diz o jargão da indústria), com Halloween Kills estreando em 16 de outubro de 2020 e Halloween Ends estreando em 2021. Green co-assina o roteiro dos dois filmes ao lado de Danny McBride (Amor Sem Escalas). Hall irá se juntar a um elenco que já conta com Judy Greer (Archer), Andi Matichak (Orange Is The New Black) e, evidentemente, Jamie Lee Curtis (Um Peixe Chamado Wanda) como Laurie, papel que a lançou no cinema.

Notícias

Coringa recebe último trailer antes da estreia


Um dos filmes mais esperados de 2019 é sem dúvida Coringa, estrelado pelo renomado ator Joaquin Phoenix (Ela) e fazendo uma livre adaptação da história de origem do Palhaço Príncipe do Crime e arqui-inimigo do Batman nas histórias da DC Comics. E se o primeiro trailer já havia causado expectativa nos fãs, o trailer final lançado hoje pela Warner Bros. promete empolgar até o fã mais cético.

No filme, Phoenix interpreta Arthur, um homem deprimido que fracassou como comediante, não consegue respostas na análise e é frequentemente atacado por vândalos enquanto trabalha anunciando promoções de uma loja vestido de palhaço. Porém, à medida que sua frustração com a sociedade cresce, Arthur passa a liderar uma rebelião de pessoas invisíveis e insatisfeitas como ele, até criar uma persona que materialize toda a sua angústia: o Coringa, que logo se torna uma figura conhecida o suficiente para compartilhar seus sentimentos na televisão. 

Dirigido por Todd Philips (Cães de Guerra), Coringa ainda conta com Robert De Niro (Touro Indomável), Zazie Beetz (Deadpool 2), Marc Maron (GLOW) e Brett Cullen (Pessoa de Interesse). Com estreias nos festivais de Nova York e Toronto no coração da temporada de prêmios, a obra é um nome forte para o Oscar 2020. O filme estreia no Brasil em 3 de outubro de 2019. Veja o trailer abaixo.

Notícias

O Irlandês | Netflix marca data de estreia do filme de Martin Scorsese

O Irlandês chegará forte para a próxima temporada de premiações. Para isso, a Netflix definiu a data de estreia do novo filme de Martin Scorsese em sua plataforma de streaming em plena corrida do Oscar: dia 27 de novembro. Além disso, e para se garantir na disputa pelo Prêmio da Academia, o thriller de máfia será lançado nos cinemas norte-americanos quase um mês antes, no dia 1º de novembro. Vale lembrar que sua première será no dia 27 de setembro, na abertura do Festival de Nova York.

A Netflix adota, assim, estratégia semelhante àquela usada para divulgar o premiado Roma, de Alfonso Cuarón, vencedor de três estatuetas no Oscar 2019: lançar o filme em grandes cidades dos Estados Unidos, Reino Unido e outros territórios antes de sua estreia online. A empresa ainda não divulgou quais serão os locais de exibição de O Irlandês — até porque sempre enfrenta a resistência de grandes redes de cinema e outras forças conservadoras do cinema em Hollywood e no mundo.

The Irishman (título original) é baseado no livro "I Heard You Paint Houses", de , e na história real do ex-assassino de aluguel Frank Sheeran (Robert De Niro, de Touro Indomável), principal suspeito de matar o líder sindicalista Jimmy Hoffa (Al Pacino, de Scarface) a mando de Russell Bufalino (Joe Pesi, de Cassino e Os Bons Companheiros). Harvey Keitel (Caminhos Perigosos) completa o elenco principal de monstros dos filmes de gângsteres do cinema americano.

Outra notícia recente impactante sobre O Irlandês é a sua duração: 210 minutos. Nota positiva: serão 3 horas e meia de um filme de Martin Scorsese. Animados?!

Notícias

Veja o trailer de Um Dia de Chuva em Nova York, de Woody Allen

Após muita confusão envolvendo antigas acusações de abuso sexual, Woody Allen enfim lançará seu último filme, Um Dia de Chuva em Nova York. O filme acompanha os apaixonados Gatsby (Timothée Chalamet) e Ashleigh (Elle Fanning), um casal que tem a chance de passar um fim de semana na capital financeira e cosmopolita do mundo. Enquanto ela entrevista o cultuado diretor de cinema Roland Pollard (Liev Schreiber), ele usufrui da companhia de Chan (Selena Gomez), irmã mais nova de sua ex. Confira mais dessa prévia no trailer legendado:

Jude Law, Rebecca Hall, Diego Luna, Kelly Rohrbach e grande elenco integram A Rainy Day in New York (título original), com estreia no Brasil, pela Imagem Filmes, prevista para janeiro de 2020. Esse é o cartaz nacional do filme:

Notícias

Memoria | Apichatpong inicia novo filme estrelado por Tilda Swinton

Figurinha carimbada e consagrada no circuito internacional de festivais, Apichatpong Weerasethakul é conhecido por um universo bem característico: tramas oníricas, herméticas, construídas por elenco e equipe majoritariamente conterrâneos — ou seja, tailandeses. Isto está prestes a mudar em seu novo filme, Memoria, que entrou em produção ontem com um grande elenco de todo o mundo.

Tilda Swinton (Suspiria - A Dança do Medo) é a grande protagonista de Memoria, também estrelado pela atriz francesa Jeanne Balibar (Guerra Fria), pelo ator espanhol Daniel Gimenez Cacho (Zama) e pelos colombianos Juan Pablo Urrego e Elkin Diaz. Essa também será a primeira vez que "Joe" (apelido fácil do cineasta de nome difícil) filma longe de casa. As gravações principais serão todas na Colômbia.

A produtora Match Factory (mesma do representante brasileiro no próximo Oscar, A Vida Invisível) revelou via Variety as primeiras imagens do filme (veja abaixo) e sua sinopse: "No filme, Swinton interpreta uma agricultora de orquídeas em visita a sua irmã em Bogotá. Lá, ela faz amizade com uma arqueóloga francesa (Balibar), em troca de monitorar um projeto de construção, e um jovem músico. Toda noite ela será incomodada por barulhos cada vez mais fortes que a impedem de dormir."

Joe explica que a Colômbia dos anos 70 e 80 era "muito mais violenta do que hoje". Nesse tempo, "enquanto as pessoas dirigiam, poderia cair uma bomba e às vezes o trânsito parava e elas não sabiam o porquê". "As pessoas imaginam coisas e têm medo. O filme é sobre isso, esperar algo que você não sabe." Apichatpong termina dizendo que as histórias de infância que ele contou passadas na mata tailandesa também inspiraram Memoria, além da própria geografia natural e construída do país sulamericano. "A Colômbia é uma paisagem ativa. Tem vulcão, deslizamentos, terremotos, minas de carvão, túneis subterrâneos."

Memoria deverá ser lançado na temporada de premiações de 2020. Uma certeza registrada na claquete é que o longa-metragem marcará o reencontro do autor tailandês com o diretor de fotografia Sayombhu Mukdeeprom (Me Chame Pelo Seu Nome), assim retomando a bem-sucedida parceria de Tio Boonmee, Que Pode Recordar Suas Vidas Passadas, grande vencedor da Palma de Ouro em Cannes 2010.

Notícias

O Rei | Timothée Chalamet vira Henrique V no trailer do épico medieval da Netflix

A Netflix revelou o primeiro trailer de O Rei, épico medieval de David Michôd baseado na obra Henrique V, de William Shakespeare. O grande destaque da prévia é o talentoso Timothée Chalamet (Me Chame Pelo Seu Nome) como a realeza britânica e personagem-título, mas também vemos Robert Pattinson (The Rover - A Caçada) e Joel Edgerton (Reino Animal) repetirem suas parcerias com o provocante cineasta australiano. Confira:

David Michôd e Joel Edgerton adaptam o texto do Bardo do Avon, sobre a involuntária ascensão de Henrique V como Rei da Inglaterra durante um tenso período de conflitos militares com a França. Sean Harris (Missão Impossível - Nação Secreta), Ben Mendelsohn (Rogue One: Uma História Star Wars), Lily-Rose Depp (Yoga Hosers) e Dean-Charles Chapman (Game of Thrones) integram o elenco principal do longa-metragem, cuja premiére mundial ocorrerá no Festival de Veneza 2019, que começa amanhã.

O Rei estreia em breve na Netflix. Veja seu belo cartaz:

Notícias

Oscar 2020 | Japão seleciona novo anime do diretor de Your Name

Weathering With You, novo filme animado do diretor Makoto Shinkai (Your Name), é o representante do Japão no Oscar 2020. Essa é a primeira vez que o país indica um anime para a disputa de melhor filme internacional (nova denominação da categoria de melhor filme em língua estrangeira) desde A Princesa Mononoke, do lendário Hayao Miyazaki, em 1998.

Descrito como um romance fantástico sobre as mudanças climáticas, Weathering With You soma mais de US$ 100 milhões nas bilheterias japonesas, repetindo o feito inédito alcançado por Your Name em 2016. Seu faturamento mundial de US$ 358 milhões tomou o recorde de A Viagem de Chihiro, alçando Makoto Shinkai ao posto de sucessor de Hayao Miyazaki.

Assim como Your Name, Weathering With You traz um jovem e uma mulher como protagonistas, um de Tóquio e o outro, do interior, e reúne elementos sobrenaturais. Na trilha sonora e na produção, retornam a banda Radwimps e o cineasta Genki Kawamura. Na trama, o adolescente Hodaka se muda para a capital e conhece Hina, uma jovem com a habilidade de mudar o clima em um momento em que o Japão enfrenta um excesso de chuvas torrenciais.

A 92ª edição do Prêmio da Academia acontece no dia 9 de fevereiro de 2020. Com exibição marcada para o Festival de Toronto 2019, na próxima semana, Weathering With You ainda não tem previsão de estreia no Brasil. Veja o trailer:

Páginas