Saltar para o conteúdo
6,5
Média
179 votos
?
Sua nota
Direção
,
Roteiro:
Ethan Coen (roteiro), Joel Coen (roteiro)
Gênero:
, ,
Origem:
,
Estreia:
14/04/2016
Duração:
106 minutos
Prêmios:
89° Oscar - 2017

Lupas (31)

  • Inicialmente aparentando ser um "samba-do-crioulo-doido" sem rumo, o roteiro se revela uma grata surpresa, após a edição final, ou seja, as cenas isoladas, que parecem inúteis e irrelevantes, formam uma espécie de vitral do que foi o cinema após a II GM, abordando desde a "criação" de imagem dos artistas para o público carente de ídolos, passando pelos "estilos" (Musicais, Western, Noir...) , até chegar à influência da Escola de Frankfurt nas produções (na presença de Macuse, o guru hippie).

    Gilberto C. Mesquita | Em 22 de Fevereiro de 2020 | NOTA: 7.5
  • Muito chato, foi indicado ao Oscar? Não creio...

    Rosana de Almeida Machado | Em 28 de Fevereiro de 2019 | NOTA: 6.0
  • Boa homenagem ao cinema clássico americano, especialmente em sua técnica. Humor e narrativa no melhor estilo Coen

    Paulo Matheus | Em 05 de Fevereiro de 2019 | NOTA: 8.0
  • quando tenta fazer uma homenagem a velha hollywood consegue, principalmente com as cenas musicais e referencias. Quanto tenta ser uma comedia falha e aparenta ser um filme sem rumo. Excesso de personagens e alguns atores poderiam ter sido melhor usados.

    Phellipe Araujo | Em 09 de Janeiro de 2019 | NOTA: 6.5
  • Gde surpresa! Bela homenagem ao cinema americano clássico, dos épicos, musicais, westerns, sempre c/ esquetes inteligentes num olhar crítico e cômico sobre os gêneros e os bastidores. O elenco grandioso nem sempre funciona, mas foda-se, o texto é ótimo!

    Josiel Oliveira | Em 30 de Maio de 2018 | NOTA: 8.5
  • 02/04/2017

    Antonio Celio Borges | Em 02 de Abril de 2018 | NOTA: 8.0
  • Mais uma tentativa frustada de fazer um bom filme, dos irmãos COEN. Com exceção de BOSH BROLIN, muito competente, dando ao personagem autenticidade, tudo gira monotonamente, no elenco e no próprio filme.

    ADEMAR FERREIRA BESSA | Em 30 de Agosto de 2017 | NOTA: 5.0
  • Após décadas fazendo cinema fora da curva, os irmãos Coen agruparam agora seus atores favoritos para uma diversão pessoal.

    Edward Jagger DeLarge | Em 10 de Maio de 2017 | NOTA: 6.0
  • Inspirado em muitos momentos (a sequência dos marinheiros é demais), mas com dificuldade de ritmo e foco. Interessante é ver Christopher Lambert e Dolph Lundgren reaparecendo.

    João Vitor G. Barbosa | Em 12 de Abril de 2017 | NOTA: 6.0
  • Filmes que referenciam à antiga Holllywood costumam me encantar mas confesso que a tentativa de sátira não me caiu muito bem desta feita. Talvez um olhar mais nostálgico e com menor cunho de paródia me satisfizesse mais.Ainda sim é divertido e inteligente

    Eliezer Lugarini | Em 10 de Março de 2017 | NOTA: 7.0
  • Nesse desfile de homenagens e ironias ao passado do cinema, passando pelo mais diversos gêneros e costurando uma grande piada interna sobre Hollywood, surpreendentemente falta inspiração e humor para que a obra supere a linha do esquecível.

    Gabriel Frati | Em 28 de Janeiro de 2017 | NOTA: 6.0
  • As recriações dos filmes antigos e a cena musical são ótimas, sem falar na cena do submarino, mas falta ao filme a inspiração e o timing que tanto caracteriza o cinema dos Coen, numa homenagem que nunca empolga e comentário político engraçadinho e raso.

    Bruno Kühl | Em 15 de Janeiro de 2017 | NOTA: 6.0
  • Falta foco ao roteiro, que atira pra todo lado e parece não saber bem o que quer dizer, mas sobra inspiração no humor típico dos Coen. Se não está à altura dos melhores filmes da dupla, ao menos garante uma ótima sessão. Vale a pena.

    Felipe Lima | Em 12 de Janeiro de 2017 | NOTA: 6.5
  • Uma coleçao de cena isoladas (esquetes?) Que em certa altura evidenciam o mero pretexto para adentrar no tema, é de estrutura interessante, ainda que careça de muito ritmo e maior unidade e possua o enredo mais preguiçoso quese tem notícia dos Coen.

    Ravel Macedo | Em 31 de Outubro de 2016 | NOTA: 6.0
  • Razoavel

    Lucas Moreira | Em 21 de Setembro de 2016 | NOTA: 6.0
  • A qualidade visual dos Coen se mantém,numa sátira inteligente - há muito nessas esquetes,referências mil e homenagens constantes.Há pedaços muito engraçados. Falta força na história,fica vazio no andamento e não termina muito bem.Explora pouco o elenco.

    Adriano Augusto dos Santos | Em 28 de Julho de 2016 | NOTA: 8.0
  • Um filme vintáge. Eca.

    Douglas Rodrigues de Oliveira | Em 28 de Julho de 2016 | NOTA: 3.0
  • Cinema pelo Cinema, pelos Coen.

    Lucas da Costa Simão | Em 10 de Junho de 2016 | NOTA: 9.0
  • Os filmes dentro do filme são muito bem dirigidos e detalhistas. A fotografia é quente e os diálogos fazem o filme ser "legalzinho" até o fim. Não passa disso.

    Renan Paiva | Em 10 de Junho de 2016 | NOTA: 7.0
  • Alterna entre a homenagem e a sátira baseadas em um contexto histórico. Mas o filme não é muito sem todo esse embasamento, aparentemente os filmes hipotéticos seriam melhores que o próprio "Ave, César!". É pra cinéfilo? Talvez, mas a comédia atinge todos.

    Renato Abbt Keppe | Em 25 de Maio de 2016 | NOTA: 6.5