Saltar para o conteúdo
Direção
Galder Gaztelu-Urrutia
Roteiro:
David Desola, Pedro Rivero
Gênero:
Ficção Científica, Suspense, Terror
Origem:
Espanha
Estreia:
20/03/2020
Duração:
94 minutos

Notas e Lupas

Faça login para dar uma nota e uma lupa.

Comentários (13)

mateus silva | domingo, 12 de Abril de 2020 - 00:58

como grande fan do cinema alternativo fiquei muito feliz pela posposta, porem o filme é fraco não vi nada de inovador tive as mesmas impressões da visão social quando assisti expresso do amanha e diria que até mesmo em jogos vorazes.

Angelão | sábado, 18 de Abril de 2020 - 10:34

O filme é bom demais. É original. Propõe uma discussão interessante e é bem filmado. Não é uma obra prima que ficará marcada no gênero mas tá muito acima da média.

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:03

Acabei de ver o filme e tenho que concordar com o Caio. As alegorias e metáforas são de ensino médio. O choque pelo choque parece estar ali só pra fortalecer o impacto em cima dessas fracas alegorias.Se o filme trata sobre o quanto o problema da desigualdade social força as pessoas a serem cruéis, ele funciona mais como suspense. Se ele se tornou popular, é como se este filme estivesse numa plataforma igual a do roteiro, e o autor colocasse para o nível 332, onde há quase nada que alimente a mente, e o povo por ser "burro" e "não entender arte metafórica", tivesse que se contentar com pouca comida para o cérebro.É muito parecido em pretensão com "Mãe" do Aronofsky, só que com objetivo diferente.Aliás, existem inúmeros outros filmes mais populares que largam uma mensagem sem insultar aqueles que não são tão "letrados", ao ponto de entregar essa ração em forma de crítica social para o povo se jogar.

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:08

Quanto ao fato de celebrar a Netflix por lançar um filme com esse conceito, foda-se; um filme merece ser criticado pelo o que ele é, e não pelo fato de estar ou não no mainstream, estar ou não na Netflix,etc..Querer celebrar o fato de que algo intelectualmente raso é importante porque atingiu o povo, é fazer o papel do elitista acadêmico.O povo merece comida e cultura, e não ser subestimado com o conceito de "é bom porque atingiu aqueles miseráveis que não entenderiam um Buñuel".Mas eu acredito que haja honestidade em quem escreveu o roteiro, mas como eu disse, é hipster universitário.

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:13

Um filme que poderia ser bom como filme de gênero, mas que resvala na pretensão de quem parece ter escrito algo pré-determinado. Algo escrito por alguém que vê os patamares inferiores apenas em documentários e faz o máximo para chocar com a intenção de conseguir criar alguma tese sociológica.Estranho como causou discussões calorosas sendo tão superficial. Parece que tudo está em decadência mesmo.Típico de debate de Facebook.

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:28

Um exemplo é Bong Joon-ho, qualquer filme dele( e quase todos tratam de desigualdade de classes) entrega uma mensagem inteligente, sem insultar ninguém, e se utilizando de gêneros populares. "Parasita", "Snowpiercer",....mas logo este filme vira tema de debate? Imagino eu o nível do debate. "É importante nestes tempos!".Nestes tempos?Isso tem uma importância a décadas, inclusive quando tinha um partido aí que nunca fez nada para distribuir a renda ou a terra.Agora, é necessário uma pandemia ou um Bolsonaro para que as pessoas comecem agora a discutir temas que sempre foram importantes?É preciso se preocupar com os avós e com pessoas com comorbidades?É preciso se preocupar quando tu tem medo de sofrer na UTI por causa de um vírus da SARS?

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:36

Isso me faz lembrar daqueles que dizem que "Democracia em Vertigem" é importante atualmente.Mas quem foi responsável pela falta de distribuição de renda e pela falta de credibilidade do povo nas instituições?Estou falando bobagem?Memória do povo é curta. Quem é de esquerda mesmo não cai nessa; quem é pseudo-intelectual de merda cai.Como eu provo? Em 2010 Plinio de Arruda Sampaio se candidatou e teve a oportunidade de mostrar para o povo no que o PT tinha se transformado.Plinio mostrou o quanto o PT se transformou numa quadrilha oligárquica.E querem que eu elogie um filme feito por alguém com laços familiares com o PT, sendo que basta ter o mínimo de consciência política para saber que a vertigem começou bem antes do Impeachment?Quem é de esquerda de verdade se lembra do Plínio em 2010(ou disputando o governo de SP contra Aloisio Mercadante) e não cai nessa...o resto é playboy que paga de consciente.E o doc. de verdade tem seu capitulo final ainda em processo.

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:43

Não é a direita que precisa fazer um doc. melhor para bater "Democracia em Vertigem", estes não tem chance de fazer algo que inclua a ideologia deles na desigualdade brasileira. É a esquerda que precisa fazer documentários melhores, auto-críticos, sem puxar saco de oligarquia.É a esquerda...foda-se a direita quando se fala em "Democracia em Vertigem" ou qualquer outro documentário que coloque o PT como vítima, é a esquerda que precisa ser melhor.Voltem para 2010 e para as opiniões do falecido Plínio de Arruda Sampaio e tomem vergonha na cara antes de vierem para dizer para mim, no auge da ignorância, que eu tenho que ver o filme de Petra como algo importante hoje.Muito video-game e pouco livro ou consciência política.Tudo está se tornando superficial ao limite do obscurantismo,até essa visão que playboy "bomzinho" tem do povo.Merece ficar no fundo do poço 1 ano pra aprender o que é Brasil ao invés de exaltar "Democracia em Vertigem".

CitizenKadu | domingo, 19 de Abril de 2020 - 22:45

https://www.youtube.com/watch?v=CeUD_5TN9Hg&t=61s
https://www.youtube.com/watch?v=Cskmd0AFD8s
https://www.youtube.com/watch?v=IQhYczs-0QE&t=269s
Assistam playboys:
https://www.youtube.com/watch?v=L0G6vgdzyS0

Faça login para comentar.