Saltar para o conteúdo
Direção
Roteiro:
Gregory Allen Howard (argumento), Stephen J. Rivele (roteiro), Christopher Wilkinson (roteiro), Eric Roth (roteiro), Michael Mann (roteiro)
Gênero:
Origem:
Duração:
159 minutos
Prêmios:
59° Globo de Ouro - 2002, 74° Oscar - 2002

Filmes Relacionados

Lupas (10)

  • Desde as estranhas cenas de luta ao desenvolvimento dos dramas pessoais de Ali, tudo ali deixa a desejar sendo uma inevitável decepção tendo em vista a capacidade do diretor e a importância do cine biografado.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 13 de Setembro de 2019 | NOTA: 6.0
  • A carreira de Ali foi uma montanha-russa repleta de reviravoltas, que não conseguiriam ser sintetizadas em filme algum. Contudo, a impressão que fica dessa cinebiografia é de sua abrangência curta e seu enfoque muito preocupado com as glórias do lutador.

    Vinícius de Castro | Em 25 de Julho de 2016 | NOTA: 6.0
  • Razoavel

    Lucas Moreira | Em 25 de Julho de 2016 | NOTA: 5.0
  • Mann concebe o retrato do mítico que virou o símbolo político e cultural de uma geração, o rebelde que bateu de frente contra um sistema que sempre o oprimiu e tentou silencia-lo, mas também um homem comum, adultero, repleto de anseios e traumas.

    Yuri Lopes | Em 05 de Setembro de 2015 | NOTA: 8.5
  • 01/03/03

    Eduardo Scutari | Em 26 de Fevereiro de 2014 | NOTA: 7.5
  • O ritmo é exaustivo mais as atuações são fenomenais e a historia é bela.

    Leonardo Ferreira Sampaio | Em 02 de Junho de 2013 | NOTA: 8.0
  • Devia figurar nas listas das grandes referencias de cinebiografias.

    Ravel Macedo | Em 23 de Maio de 2013 | NOTA: 8.0
  • O filme tem momentos entediantes e bons momentos. Mas retrata bem a vida de Ali. Os créditos finais deixam a desejar. Will Smith fisicamente esta bem, e só! Destaque para Jon Voight!

    Robson Filho | Em 28 de Outubro de 2012 | NOTA: 6.0
  • A consciência da [ir]realidade do mito, num filme de diretor.

    Lucas Castro | Em 23 de Junho de 2012 | NOTA: 9.0
  • foco principal é no dama de Ali e na sua vida, cercada pelo preconceito e por sua maneira de fazer propaganda de si mesmo.

    Danilo Silva | Em 10 de Abril de 2012 | NOTA: 6.0