Saltar para o conteúdo

Notícias

Guia CP | O que chega aos cinemas em janeiro de 2020


Chega o primeiro mês do ano e com ele a oportunidade de conferir alguns dos principais filmes da temporada, bem como blockbusters e sequências para os que estão curtindo as férias, além de uma cota interessante de filmes alternativos. Confira abaixo e se quiser saber mais, veja os trailers!

02/01

Frozen 2 

Em 2012, a história das irmãs princesas Elsa e Anna em Frozen - Uma Aventura Congelante tomou o mundo de assalto. O maior sucesso da Disney em anos levou os diretores do original a voltarem para um lançamento em salas - algo pouco usual das sequências do estúdio. Dessa vez o núcleo central dos personagens explora o passado e as fronteiras de Arendelle em uma sequência ambiciosa mas ainda acessível.


O Caso Richard Jewell

Clint Eastwood continua demonstrando sua regularidade impressionante e pouco após o elogiado A Mula lança um novo filme contando a história de Richard Jewell, o segurança que chegou a ser considerado suspeito dos ataques terroristas em Atlanta, em 1996. Mais um filme do diretor que demonstra seu fascínio por protagonistas improváveis da vida real, como Sully - O Herói do Rio Hudson, e que já é cotado para premiações graças à atuações como de Kathy Bates (Louca Obsessão) e Sam Rockwell (Três Anúncios Para Um Crime).


O Farol 

Após conquistar os fãs de horror com seu debut A Bruxa, filme que misturava conflitos familiares com críticas ao fundamentalismo religioso, o diretor Robert Eggers volta com um batism ode fogo que ao que parece se pagou gloriosamente, trazendo Robert Pattinson (Cosmópolis) e Willem Dafoe (No Portal da Eternidade) como dois faroleiros alienados do mundo, trabalhando em um lugar confinado e lentamente perdendo a sanidade. Arrebatou o público por onde passou. 

09/01 

Retrato de Uma Jovem em Chamas

Uma pintora recebe a missão de pintar o retrato de uma jovem prestes a se casar e lentamente cresce uma paixão entre as duas. Com essa história simples, mas nunca simplista, Céline Sciamma venceu o Melhor Roteiro no Festival de Cannes e conquistou audiências com um cinema minimalista com paixão por personagens excluídos - como se dá no segundo filme que dirigiu, Tomboy, ou na animação de sucesso que roteirizou, Minha Vida de Abobrinha, também parece ser o caso aqui.


Adoráveis Mulheres 

Saída do movimento alternativo mumblecore e tornada famosa graças a projetos como Mistress America e Frances Ha, o qual co-roteirizou, Greta Gerig alçou novos voos (com o perdão do trocadilho) debutando na direção com Lady Bird: É Hora de Voar, um debut particularmente bem recebido. Como batismo de fogo, Gerwig aproveitou do prestígio recebido para escalar um megaelenco (Meryl Streep, Laura Dern, Emma Watson, Saoirse Ronan, Florence Pugh, Eliza Scanlen, Timothée Chalamet, Bob Odenkirk, Louis Garrel - tá bom ou quer mais?) em uma nova adaptação do clássico romance de formação de Louisa May Alcott.  


Ameaça Profunda

O diretor de fotografia tornado cineasta William Eubank (O Sinal: Frequência do Medo) dirige Kirsten Stewart (Personal Shopper) como uma pesquisadora que luta com seus companheiros de trabalho pela sobrevivência após um terremoto devastar sua estação submarina. Como desgraça pouca é bobagem, morrer afogado não é o único risco que a população corre. Para fazer os claustrofóbicos suarem frio.


16/01 

O Escândalo

A reunião das estrelas Nicole Kidman (As Horas), Charlize Theron (Mad Max: Estrada da Fúria) e Margot Robbie (Eu, Tonya) é o principal destaque nesse filme de Jay Roach (Trumbo: Lista Negra) sobre o esforço de três funcionárias da Fox News em expôr os casos de assédio sexual do CEO Roger Ailes (John Litghow, de Síndrome de Caim), surfando na mídia que o assunto têm recebido no último par de anos.


Jumanji - Próxima Fase

Em uma época em que reboots, refilmagens e adaptações dominam massivamente a indústria a ponto de aborrecer críticos e parte do público, Jumanji: Bem Vindo à Selva foi considerado uma agradável surpresa, se aproveitando apenas do conceito do sucesso noventista de Robin Williams para contar uma aventura da era do videogame. Resta saber se o entrosado elenco do primeiro filme composto por Dwayne Johnson (Velozes e Furiosos: Hobbs & Shawn), Karen Gillan (Guardiões da Galáxia), Kevin Hart (Amigos Para Sempre) e Jack Black (Escola de Rock) têm fôlego para uma nova empreitada.


Os Miseráveis

Homenageando em seu título o clássico literário de Victor Hugo, Os Miseráveis é o filme que dividiu a vitória do Prêmio do Júri em Cannes com o brasileiro Bacurau, de Kléber Mendonça Filho e Juliano Dornelles. Adaptação do curta metragem homônimo de Ladj Ly, chamado por alguns de "o Spike Lee da França", por fazer um cinema socialmente preocupado, o filme dramatiza os acontecimentos da revolta popular ocorrida nos subúrbios de Paris em 2005, contando a história de três policiais que tentam fazer uma prisão em um bairro de imigrantes e são cercados.


23/01  

Um Espião Animal

Um jovem cientista excêntrico transforma um superespião sofisticado em um pombo. É essa a sinopse amalucada do novo filme da Blue Sky Studios (produtora das franquias de Carlos Saldanha A Era do Gelo e Rio). Com Will Smith (Projeto Gemini) e Tom Holland (Homem-Aranha: Longe de Casa) fazendo as vozes principais, o filme foi além da premissa inicial absurda e ganhou críticas moderamente positivas, mas os números da bilheteria não foram muito expressivos.


Um Lindo Dia na Vizinhança

Após contar a história da sombria biógrafa Lee Israel em Poderia Me Perdoar?, o novo filme de Marielle Heller explora ares mais iluminados ao enfocar a história de um jornalista cínico (Matthew Rhys, de The Americans) encarregado de escrever o perfil de Fred Rogers (Tom Hanks, de Forrest Gump - O Contador de Histórias), criador do programa televisivo infantil Mister Rogers' Neighborhood. A forma como o personagem ponto de vista tem sua visão de mundo mudada pelo gentil apresentador resultou em um dos filmes mais "queridos" da temporada.


O Filme do Bruno Aleixo

Provavelmente seu amigo viciado nos memes mais obscuros da internet já te mostrou um vídeo do Bruno Aleixo, o excêntrico Ewok de Coimbra protagonista de uma série de vídeos lusitanos virais que agora ganha seu próprio filme, onde vemos suas desventuras ao tentar apresentar sua autobiografia aos espectadores. Inusitado como o próprio senhor Aleixo.


1917

Sam Mendes (Beleza Americana) faz parceria com Roger Deakins (Blade Runner 2049) em um filme de longas tomadas feito para parecer que não tem nenhum corte. Os relativamente novatos George McKay (Capitão Fantástico) e Dean Charles-Chapman (Game of Thrones) são dois soldados britânicos atrás das linhas inimigas tentando entregar uma mensagem em tempo recorde, amparados por um elenco coadjuvante de luxo com Benedict Cumberbatch (Doutor Estranho) e Colin Firth (O Discurso do Rei).


30/01 

Bad Boys Para Sempre

Outra franquia de Jerry Bruckheimer que encontra longa vida após Piratas do Caribe e Um Tira da Pesada, com Will Smith (MIB - Homens de Preto) e Martin Lawrence (Vovó... Zona) retornando aos papéis de tiras durões. Michael Bay (Transformers) ficou de fora dessa, com o filme sendo comandado pela dupla belga  Bilall Fallah e Adil El Arbi que parecem agrdar tanto o magnata da ação que ambos já foram escalados para comandar uma vindoura nova aventura de Axel Foley em Um Tira da Pesada 4.


Uma Vida Oculta

Mesmo não tão unânime quanto antes, é seguro dizer que cada filme de Terence Malick é um evento. Dessa vez, o cultuado e contemplativo diretor de clássicos recentes como Além da Linha Vermelha e A Árvore da Vida dirige a trágica história de um camponês austríaco (August Diehl, de Bastardos Inglórios) que torna-se um objetor de consciência, recusando até as últimas consequências jurar lealdade ao Terceiro Reich de Hitler. Para ter uma catarse sensorial, amparada pela música de James Newton Howard (O Sexto Sentido).


Judy - Muito Além do Arco-Íris

Ah, as biografias. Um dos gêneros favoritos da Academia que já premiou muitos atores que viveram figuras históricas tem seu representante forte em Judy, que traz Renée Zellwegger (O Diário de Bridget Jones) como a estrela Judy Garland (O Mágico de Oz) já em um período avançado de sua carreira e tentando vencer tanto ataques de ansiedade quanto um destruidor vício em anfetaminas que prejudicam sua performance nos palcos. Um dos arranca-lágrimas principais da temporada.

Comentários (2)

Guilherme Spada | segunda-feira, 06 de Janeiro de 2020 - 18:32

Tao demorando tanto pra trazer os filmes pro Brasil que vários já sairam online. E depois de terem mudado a data de O Farol de 31 de Outubro pra 2 de Janeiro, espero que eles saiem no prejuizo pra parar de ser besta. Ainda bem que mudaram a data de 1917 pra agora e GRAÇAS A DEUS tem Malick

Luís F. Beloto Cabral | terça-feira, 07 de Janeiro de 2020 - 13:06

Se eu tivesse uma grana veria os do Eastwood, Malick mais O farol e a Garota em chamas (e se pá o Frozen II).

Faça login para comentar.