Saltar para o conteúdo

Notícias

Drops: Marvel, Star Wars e as novidades do Disney+


Os últimos dias foram movimentados: Star Wars Celebration, painel com novidades da Disney+, novidades sobre Tomb Raiber, James Bond e Veronica Mars, além de confusões legais envolvendo estrelas da TV. Saiba tudo, bem rapidinho, nas pílulas abaixo.
 
A SUSPENSÃO SKYWALKER

Além do novo trailer e do título do novo filme, Star Wars: Episódio IX - A Ascensão Skywalker, a Disney anunciou que a saga principal da franquia será interrompida por um tempo. "Nós vamos dar uma pausa, esperar um tempo, e então resetaremos. Afinal, a saga Skywalker chega ao fim após nove filmes. Outros filmes de Star Wars virão, mas teremos um hiato. Nós não anunciamos nada após o Episódio IX. Alguns filmes estão em desenvolvimento, apenas não anunciamos", declarou Bob Iger, presidente do estúdio.


LANDO IS BACK!

O personagem mais charmoso e suspeito de Guerra nas Estrelas está de volta! Um dos destaques da Star Wars Celebration foi a divulgação da primeira imagem de Billy Dee Williams como o icônico Lando Calrissian no derradeiro Star Wars - A Ascensão Skywalker. Como não poderia deixar de ser, o vigarista surge com seu traje típico à porta da Millennium Falcon — a famosa nave que o vimos perder num jogo de cartas em Han Solo: Uma História Star Wars, na pele de Donald Glover.


SHAZAM! NO TOPO

Elogiado pelo público e pela crítica, Shazam! se manteve na liderança em sua segunda semana em cartaz nos EUA, faturando US$ 25 milhões nos últimos três dias, chegando aos US$ 95 milhões em território nacional e US$ 164 milhões internacionalmente. O melhor lançamento da semana nas bilheterias norte-americanas foi a comédia Little, com US$ 15 milhões. As informações são do Box Office Mojo.


HELLBOY NO FOSSO

Detonado pela imprensa, marcado por conflitos e refilmagens durante a produção e com uma avaliação decepcionante entre o público (C no CinemaScore), Hellboy estreou apenas na terceira posição, com decepcionantes US$ 12 milhões. O resultado foi bem aquém da já baixa expectativa do estúdio (entre US$ 17 e 20 milhões) e da estreia dos filmes de Guillermo del Toro: Hellboy (2004) fez US$ 23 milhões e Hellboy II - O Exército Dourado (2008), US$ 34 milhões.


TOMB RAIDER 2

Após muita conversa e certa desconfiança, MGM e Warner Bros. chegaram a um acordo e decidiram investir em Tomb Raider 2. De acordo com o Deadline, Alicia Vikander retorna, mas a equipe de roteiristas foi completamente modificada, terá Amy Jump (Kill List) no comando e seu argumento já teria agradado aos produtores e à protagonista. Agora, o desafio é superar os resultados de Tomb Raider: A Origem — recepção medíocre junto a crítica e público e US$ 274 milhões nas bilheterias mundiais.


BOND PAPO

Bond 25 segue em um estágio de profunda indefinição. Incomodado com a situação, o ator e produtor Daniel Craig teria convencido a roteirista Phoebe Waller-Bridge (Killing Eve), de quem é fã, a trabalhar no roteiro do filme, que já passou pelas mãos de Neal Purvis e Robert Wade (veteranos na franquia desde 007 - O Mundo Não é o Bastante) além de Scott Z. Burns (O Ultimato Bourne), a pedido do diretor Cary Fukunaga (Beasts of no Nation). A informação é do Empire Online.


ATHHAJAR

Emilia Clarke viveu um drama terrível entre 2011 e 2013 — período em que não deixou de trabalhar e participou ativamente das gravações da segunda à quarta temporada de Game of Thrones. Em entrevista para Stephen Colbert, a intérprete de Daenerys Targaryen foi perguntada sobre como superou os dois aneurismas que sofreu na época. "Eu movia os dedos, pés, mãos, me fazia perguntas em língua dothraki", disse ela, explicando que traduzir frases para o idioma fictício era um modo de exercitar a mente, “forçar sua memória” e “permanecer consciente". Um baita relato de perseverança, resiliência, força — em bom dothraki, “athhajar”. 

 

DESPERATE TV STARS

Duas estrelas da televisão americana são rés em processos semelhantes nos EUA. Felicity Huffman (Desperate Housewives) e Lori Loughlin (Três é Demais) são acusadas de suborno para a admissão de suas filhas na renomada Universidade do Sul da Califórnia, em Los Angeles. Chefe do esquema de propinas, William Singer recebeu US$ 15 mil de Felicity Huffman para agendar a prova em dia e local determinados pela atriz e fraudar a correção do exame. Lori Loughlin foi além: segundo os promotores, contratou os serviços do mesmo consultor da instituição para burlar todo o processo para suas duas filhas, incluindo um lugar como atletas do time de Remo (como timoneiras apesar de nunca terem praticado o esporte), a um custo total de US$ 500 mil. Segundo o New York Times, Huffman confessou o crime, Loughlin nega as acusações. E ambas perderam trabalhos com a Netflix e em outras mídias.


A DAMA E O VAGABUNDO

O Disney+, serviço de streaming do Estúdio do Mickey, será lançado no dia 12 de novembro. (No Brasil, infelizmente, somente em 2020.) Um dos produtos exclusivos disponíveis na plataforma desde seu lançamento será a releitura em live-action de uma animação clássica da Disney: A Dama e o Vagabundo, dublados por Tessa Thompson (Westworld) e Justin Theroux (The Leftovers). Veja a primeira imagem do filme:


THE MANDALORIAN

Na mesma data, chega ao Disney+ a série derivada de Star Wars The Mandalorian, estrelada por Pedro Pascal (Game of Thrones, Narcos), roteirizada e produzida por Jon Favreau (Homem de Ferro, O Rei Leão) e dirigida por Dave Filoni (The Clone Wars, Star Wars Rebels), Taika Waititi (Thor: Ragnarok), Bryce Dallas Howard (Jurassic World), Rick Famuyiwa (Dope) e Deborah Chow (Jessica Jones). A história do povo de Boba Fett será ambientada após a queda do Império, em O Retorno de Jedi, e antes da ascensão da Primeira Ordem, em O Despertar da Força.


E SE?

Outra atração do Disney+ será a adaptação da minissérie em quadrinhos What If, que reimagina eventos do Universo Marvel. A série animada será uma antologia cujo primeiro episódio vai alterar um acontecimento chave de Capitão América: em vez de Steve Rogers, a Agente Penny Carter que vai tomar o soro e se transformar em uma supersoldada. A animação reunirá os intérpretes originais dos personagens em seu elenco de vozes e, segundo Kevin Feige, deverá imaginar outras coisas muito interessantes, como se o Loki tivesse encontrado o martelo do Thor e se o Thanos fosse dos Vingadores.


MARVEL NO DISNEY+

A Disney já anunciou sete séries baseadas nos quadrinhos da Marvel em sua plataforma de streaming. Além de What If, são elas: Wandavision, sobre o já conhecido casal formado por Wanda Maximoff (Elizabeth Olsen) e Visão (Paul Bettany); Gavião Arqueiro, com Clint Barton (Jeremy Renner) passando o arco para Kate Bishop; Falcão e Soldado Invernal, reunindo os ex-rivais Sam Wilson (Anthony Mackie) e Bucky Barnes (Sebastian Stan); Loki, com Tom Hiddleston estrelando uma série própria do Deus da Trapaça; e os documentários 616, sobre as relações históricas dos quadrinhos da editora, e Hero Project, sobre a influência altruísta dos super-heróis na vida de pessoas reais.


VERONICA MARS

O Hulu definiu a data de estreia de Veronica Mars: 26 de julho, com os retornos confirmados de J.K. Simmons, Enrico Colantoni, Jason Dohring, Ken Marino e, claro, Kristen Bell — que estrela o simpático teaser lançado pela plataforma de streaming. Confira:

Comentários (3)

Jonas Soares jr | terça-feira, 16 de Abril de 2019 - 12:28

Bond piada esse Rodrigo Torres hein! ( ALERTA DE SARCASMO )

Luiz Fernando de Freitas | terça-feira, 16 de Abril de 2019 - 13:36

Tomb Raider (2018) teve recepção morna junto a crítica especializada e uma boa bilheteria (nos EUA é que ficou abaixo do esperado). Mas de uma forma geral, foi mais bem avaliado que os filmes anteriores. Vamos torcer para que a sequência seja ainda melhor.

Walter Prado | terça-feira, 16 de Abril de 2019 - 13:55

Eu gostei de Tomb Raider, achei bem divertido e Vikander deu conta do recado.

Faça login para comentar.