Saltar para o conteúdo

Notícias

Morre o cineasta José Mojica Marins, o Zé do Caixão

Dia triste para o cinema nacional. Morreu hoje, aos 83 anos, o cineasta José Mojica Marins, popularmente conhecido como Zé do Caixão. O pai do terror brasileiro faleceu em decorrência de uma broncopneumonia. O velório do artista paulistano será aberto ao público, no MIS-SP, nesta quinta-feira (20), em horário a ser confirmado nas próximas horas.

Zé do Caixão deixa uma obra de mais de 40 produções como diretor, sendo mais de 60 como ator, entre curtas e longas-metragens, documentários e séries. Dentre esses filmes, clássicos absolutos como À Meia Noite Levarei Sua Alma (1964) e Esta Noite Encarnarei no Teu Cadáver (1967).

José Mojica Marins se manteve produtivo por quase 60 anos, tendo trabalhado com Rodrigo Aragão em Fábulas Negras e dirigido seu último filme, Memórias da Boca, em 2015.

Comentários (8)

Rodrigo Torres | quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020 - 03:08

Dentro de alguns minutos, 7+ | Zé do Caixão no ar!

Luís F. Beloto Cabral | quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020 - 03:24

Segundo relatos, muita gente perguntando se foi o Mojica ex-presidente do Uruguai e exclamando "ainda bem" quando descobrindo que não foi ele.
Que lástima. Ainda hoje esse cara não é valorizado como deveria. E se com o José Mojica que ainda era mais famoso isso acontece, imagina com outros que o público sequer ouviu falar o nome (Ana Carolina, Bressane, Navarro, Ruy Guerra e outros da velha guarda ainda na ativa)...

CitizenKadu | quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020 - 07:08

O brasileiro tem memória curta sobre a própria história e sobre a própria cultura, se é um que um dia se lembrou de ambos.

Rosana de Almeida Machado | terça-feira, 10 de Março de 2020 - 21:05

Tanto qt seus filme, eu amava suas unhas... Inveja branca de unhas longas e resistentes... s2...

Faça login para comentar.