Saltar para o conteúdo

Notícias

Bruno Ganz falece aos 77 anos


O lendário ícone do cinema europeu Bruno Ganz faleceu na madrugada deste sábado 16 de fevereiro aos setenta e sete anos de idade, pouco após estrelar em seu último papel para o cinema em A Casa Que Jack Construiu, de Lars Von Trier. O ator se tratava de um câncer no intestino desde 2018.

Nascido em 22 de Março de 1941 na Suíça, filho de um operário suíço e mãe italiana. Ele resolveu perseguir o ofício de ator quando entrou na faculdade, dividindo seu tempo entre teatro e cinema. Apesar do destaque inicial no teatro, ficou reconhecido mesmo como uma das caras do Novo Cinema Alemão ao colaborar com Werner Herzog em Nosferatu - O Vampiro da Noite e principalmente com Wim Wenders no filmes O Amigo Americano e Asas do Desejo. Seu papel como um anjo apaixonado por uma mortal tornou-se um ícone dos anos 80 e inspirou uma década depois a refilmagem Cidade dos Anjos.

Ganz também encontrou um segundo auge na carreira ao interpretar o ditador nazista Adolph Hitler na biografia A Queda! As Últimas Horas de Hitler, que mostrou a figura histórica de forma crua e também deu origem a inúmeras paródias na internet.

Ganz deixa a viúva Sabine, com quem vivia desde 1965 entre uma separação e outra e o filho Daniel. Entre outras honras, recebeu a Medalha do Mérito da Alemanha, a da Legião da Honra na França e o anel Iffland Ring da Áustria, passado de ator a ator para honrar o "ator germânico de teatro mais significativo e merecedor", honraria criada em 2014, e que Ganz era o nono detentor desde 1996.

O cinema sente a perda de um dos seus maiores ícones do pós-Guerra. Qual seu papel preferido de Ganz?

Comentários (2)

CitizenKadu | segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2019 - 20:26

Hitler e Asas do Desejo...mas ele era foda demais.Nao faz nem um mes q eu vi o do Trier

Ravel Macedo | segunda-feira, 18 de Fevereiro de 2019 - 20:32

Tem um Malick pra sair que ele ta no elenco.

Faça login para comentar.