Saltar para o conteúdo
8,3
Média
88 votos
?
Sua nota

Lupas (18)

  • Sem palavras pra descrever o orgulho q senti com esse filme! KMF e Dornelles invocam o cinema de gênero pra fazer um lindo canto de amor ao nordeste. Trilha foda, cinema novo, capoeira ao som de Carpenter, homenagem a Verhoeven... Obrigado por representar minhas raízes c/tão belas imagens e de mensagem tão potente num filme q vai ficar pra história (minha família toda vem da cidade onde foi filmado). Desbancou Assalto ao Trem Pagador e virou meu filme de gênero favorito do cinema brasileiro.

    Josiel Oliveira | Em 18 de Setembro de 2019 | NOTA: 10.0
  • Filmaço!! Um dos melhores filmes deste ano, muito bem produzido e dirigido. A história é cheia de simbolismos, os quais são facilmente destrinchados dada a atual realidade brasileira. Um soco no estômago daqueles que querem impor suas verdades e um grito de liberdade dos oprimidos!!!

    Fernando Meurer | Em 18 de Setembro de 2019 | NOTA: 10.0
  • Mendonça Filho e Dornelles conduzem uma narrativa em que os maniqueísmos funcionam, visto que se adequam à suspensão da realidade e à potencialização grotesca das mazelas sociais e políticas propostas. Além disso, é retomada a perspectiva diacrônica da formação do nordeste tecida em O Som ao Redor: a aptidão ao combate e ao enfrentamento está ostensivamente enraizada e manifesta por meio de diversos sinais, tanto na paisagem e na história quanto nos personagens durante o catártico clímax.

    Victor Tanaka | Em 15 de Setembro de 2019 | NOTA: 9.0
  • O que tirou o grande potencial de Aquarios volta aqui, mas dessa vez ela é a própria alma do filme. Falta a profundidade, e Mendonça se perde em esteriótipos e discursos de facebook sem criar real profundidade em nada. Sobra forma... falta conteúdo. Acabando se tornando quase que um outro reflexo de uma politica e um discurso preguiçoso.

    Leonardo Ferreira Sampaio | Em 13 de Setembro de 2019 | NOTA: 4.0
  • Tirando aquele começo que é um pouco lento demais, Bacurau é um filmaço. Direção e roteiro excelentes, ótimas atuações, mesmo tendo na maioria atores desconhecidos. Consegue passar por vários gêneros diferentes de uma forma muito orgânica. Tecnicamente é um filme praticamente impecável. Um dos melhores filmes do ano.

    Thiago Cavalcante Hércules | Em 13 de Setembro de 2019 | NOTA: 9.5
  • Em Bacurau, o reforço da luta e do abandono aos esquecidos, pela exploração de um país desenvolvido, pela corrupção política local. Por poder vingar quem apenas sofreu. Infelizmente esse argumento não representa de verdade o que é Bacurau. Extremamente caricato, maniqueísta e prepotente. Tem uma direção de ator catastrófica, ninguém no filme(exceção de Braga) conversa de maneira natural, espontânea. É um roteiro raso, que de nada impressiona ou condiz com o tamanho dos temas que aborda.

    Eduardo Percequillo Freire de Souza | Em 12 de Setembro de 2019 | NOTA: 4.0
  • Um orgulho o cinema nacional conseguir atingir um nível tão alto também em filmes de gênero e aqui numa mescla interessante de suspense, western e violência, com pitadas de ficção científica e o sobrenatural. Uma mensagem dura e alarmante sobre o presente e um tenebroso futuro próximo, mas também a certeza que a resistência sempre estará lá.

    Bruno Ricardo de Souza Dias | Em 04 de Setembro de 2019 | NOTA: 8.5
  • Apropriação cultural e artística para reformular, expandir, dar novos contextos e pontos de vista. Resistência que esbanja calor na revanche aos preconceitos, estereótipos, hipocrisias, sensacionalismos, autoritarismos, monopólios e o escambau. Isso é Bacurau, o miolo que fala por tudo.

    Guilherme Algon | Em 03 de Setembro de 2019 | NOTA: 9.0
  • Maravilhoso! E com pitadas irônicas e tarantinescas! Orgulho deste tipo de cinema nacional.

    Alan Nina | Em 02 de Setembro de 2019 | NOTA: 9.0
  • Esse KMF zuêro bota o KMF autoimportante de Aquarius no chinelo - transforma seu discurso político em elementos e estrutura de gênero, consciente de que lida primariamente com estereótipos, fazendo com que as subversões funcionem, e se diverte com a boa caralhada cujo terreno ele prepara com competência. É seu melhor filme até aqui. Fucking savages.

    Augusto Barbosa | Em 02 de Setembro de 2019 | NOTA: 8.0
  • Demorou um tempo para digerir. Confesso que a alta expectativa me causou certa ânsia de querer "ver mais". Há cenas em que você espera que algo acontece e... nada. Contudo, é uma quebra de estereótipos de filmes brasileiros e, de certa forma, nordestinos.

    César Costa | Em 01 de Setembro de 2019 | NOTA: 7.5
  • O roteiro escancara que se trata de uma alegoria política, e essa falta de sutileza, bem como as constantes reiterações textuais e imagéticas acerca dessa leitura, depõem contra o resultado final. Por outro lado, a ousadia da dupla de realizadores em orquestrar um cruzamento de gêneros, dando-lhes uma personalidade muito própria, é bem-vinda. Nota-se também o que já se pode consideradar uma marca autoral de KMF: o uso recorrente das gruas e o tom de ameaça iminente.

    Patrick Corrêa | Em 01 de Setembro de 2019 | NOTA: 7.5
  • Não se luta por justiça. A justiça é a própria luta. Filmaço!

    Júlio César Filho | Em 01 de Setembro de 2019 | NOTA: 9.0
  • KMF sempre soube muito bem construir tensão, mesmo quando o propósito central do filme não fosse esse. Aqui ele encontra o terreno mais propício para exercer essa habilidade e tem êxito. Bacurau é sobre o abandono institucional e as consequências disso na vida da comunidade, o que faz despertar o instinto dormente da rebeldia do povo nordestino. No entanto tem seus defeitos, a exemplo da ausência de desenvolvimento dos personagens.

    Kennedy | Em 01 de Setembro de 2019 | NOTA: 8.0
  • Catarse pura. Filme essencial.

    Felipe José M. P. de Vasconcelos | Em 01 de Setembro de 2019 | NOTA: 10.0
  • Como é bom ver o povo latino-americano (representado pelo povo brasileiro, mais especificamente, o povo nordestino) combatendo o sadismo de racistas que vem dos países de primeiro mundo... E praticam essa violência, não por entretenimento, mas para se defender, para resistir. É puramente questão de sobrevivência. Dá orgulho do cinema nacional. Bacurau é lindo.

    Luis Carlos da Costa | Em 31 de Agosto de 2019 | NOTA: 9.0
  • Um povoado do interior se une com bandidos locais para defender sua riqueza ( nesse caso, água do rio) contra interesses de capitalistas . Na boa , Sete Homens e Um Destino é o quê? E o castigo do prefeito , Mad Max 3!!! Sônia tenta salvar o filme , mas os atores americanos são Sessão da Tarde total. E a motoqueira-pistoleira de Malhação! Isso! Malhação!!!! Espero o retorno da originalidade de Cidade de Deus, Carandiru, Tropa de Elite, Que Horas Ela Volta?, Pixote...

    paulo césar | Em 30 de Agosto de 2019 | NOTA: 2.5
  • Como de costume, Kleber Mendonça Filho nos entrega um filme denso e que discorre vagarosamente até engatar na sua questão motriz. Conserva-se aqui a temática comum do diretor - resistência e valorização do localismo frente a um globalismo homogeneizante e imperialista -, dessa vez empregada de forma mais inventiva e ousada, num híbrido de diversos gêneros. Muito impactante discussão (neo-)colonialista. Ecos inquestionáveis do Cinema Novo. Excelência técnica já característica do diretor.

    Pedro Garcia | Em 18 de Agosto de 2019 | NOTA: 8.0