Saltar para o conteúdo
8,1
Média
230 votos
?
Sua nota

Lupas (46)

  • faroeste à brasileira com alegorias maniqueístas propositalmente escancaradas. é o cangaço e a violência dos esquecidos como catarse; não se vence guerra nenhuma, mas como é bom o gosto agridoce de resistir

    Olivio Gavassi Netto | Em 25 de Março de 2020 | NOTA: 7.5
  • Um verdadeiro tiro , bem no meio do peito !

    Manson | Em 23 de Março de 2020 | NOTA: 9.5
  • Bom filme! Entretanto, é irritante ver em nossos filmes, a "PÉSSIMA" qualidade do som. PQP, tive que voltar diversas vezes algumas partes, para entender o havia se falado. Tirando esse problema, ok.

    eduardo luiz teixeira | Em 22 de Março de 2020 | NOTA: 7.5
  • KMF abre mão das melhores características de seus filmes anteriores para fazer um filme panfletário e estereotipado. Sua alegoria ao Brasil pós-2018 não é só caricata, como também desprovida de qualquer respeito pela inteligência do espectador. O que permanece de positivo é a estética, a trilha sonora e as participações de Udo Kier e Sônia Braga.

    João Vitor G. Barbosa | Em 08 de Março de 2020 | NOTA: 4.0
  • O filme cria um jogo de contradição ao combater a exploração estrangeira no Brasil mesmo sendo uma obra que contem traços de gêneros do cinema de Hollywood, como ficção científica, terror e western. Incrível!

    zoldick_soylunga | Em 20 de Fevereiro de 2020 | NOTA: 9.0
  • O filme é um pouco confuso em certas partes, tem partes muito silenciosas o que me incomodou um pouco. O roteiro é ótimo embora um pouco mal escrito na minha visão. Mas um belo filme e merecedor dos prêmios que ganhou.

    Edson Gonçalves | Em 16 de Fevereiro de 2020 | NOTA: 7.0
  • Só sei de uma coisa: se eu for, vou na paz.

    Joao Noleto | Em 23 de Janeiro de 2020 | NOTA: 9.0
  • Ficção futurística de um pretérito imperfeito. O melhor filme brasileiro, desde Cronicamente Inviável.

    Duduber | Em 22 de Janeiro de 2020 | NOTA: 9.0
  • É um filme de grandes detalhes e ainda estou assimilando todas as referências mas independente disso, funciona muito bem também como entretenimento e isso para mim é um dos grandes méritos do roteiro. É divertido e questionador ao mesmo tempo e as transições entre suspense, faroeste, ficção científica e até comédia dramática são muito bem orquestradas. Uma pérola!

    Rodrigo Miranda de Andrade | Em 22 de Janeiro de 2020 | NOTA: 8.0
  • Sesc/Cauim, 21-01-2020.

    Davi de Almeida Rezende | Em 22 de Janeiro de 2020 | NOTA: 9.0
  • Apesar da minha já cansativa crítica ao KMF de que ele não dá conta de desenvolver personagens, talvez o maior personagem aqui seja mesmo a cidade, isto é, o senso de coletividade e resistência contra um agente dominador. E considero ser mais rico pensar nesse agente como uma crítica geral a qualquer forma de dominação (colonialismo, escravidão negra, nazismo, comunismo, etc). Apesar de ter achado que no fim as coisas não se sustentaram tão bem, é um filme ousado e bem atuado. Vale a pena.

    Leandro Costa | Em 18 de Janeiro de 2020 | NOTA: 7.0
  • Um Tarantino do sertão, muita violência e sangue, faltou atuações de destaque para pôr esse filme numa prateleira maior.

    Rodrigo Carlos de Souza | Em 12 de Janeiro de 2020 | NOTA: 8.0
  • Esplêndido. Irrepreensível.

    RONIEL GOSLLOSVOSCKHY | Em 04 de Janeiro de 2020 | NOTA: 9.5
  • Tem méritos absurdos em termos estéticos e em toda a primeira parte com a observação da introdução da tecnologia no sertão empobrecido, bem como em se apropriar do western para delinear sua crítica. Todavia, seus méritos começam a degringolar quando KMF se utiliza de uma metáfora óbvia e escancarada para traçar um cenário político meio boboca (com todo este papo de imperialismo americano que comigo não cola) e completamente caricato, generalista, maniqueísta e gratuito.

    Eliezer Lugarini | Em 19 de Dezembro de 2019 | NOTA: 6.0
  • Eu pensei que este filme fosse uma resposta ao atual governo, mas parece mais uma crítica ao que o Lula fez de melhor economicamente para que surgisse a nova classe média que KMF faz parte e conhece bem: usar o liberalismo com cooperação com os gringos, como uma ferramenta junto com o Estado de seu governo de esquerda(como Obama, seu parça, que usava drones para metralhar inocentes!)E o pior, é mais uma alegoria intelectualmente rasa para vender lá fora e que não entende o pobre brasileiro.

    CitizenKadu | Em 13 de Dezembro de 2019 | NOTA: 5.0
  • "Bacurau" é um Western de resistência. Filme de encenação primorosa, atmosfera intensa e cativante. Uma alegoria do eterno embate com as forças do colonialismo, da mediocridade política, do descaso das autoridades, da classe média brasileira e sua mania de achar que pertence a outro mundo (EUA). O fascismo está entre nós, convidado e aplaudido por uma parte significativa de nossa população. Que bom ver que a arte realiza seu papel, bate de frente com essa tragédia nossa de cada dia. Essencial!

    Zacha Andreas Lima | Em 07 de Dezembro de 2019 | NOTA: 8.5
  • Escancara os estragos da globalização na cultura brasileira em diferentes níveis, ao mesmo tempo que referencia diversos elementos do cinema dos EUA, como os filmes de gangsters, faroestes e brucutus. Uma aula.

    André Oliveira de Araujo Ferreira | Em 07 de Dezembro de 2019 | NOTA: 9.0
  • Chorei vendo! KFM talvez seja um dos artistas que melhor diagnostica as demandas que o seu público podem exigir. Isso, sem dúvida, é um mérito. Ele une isso, com os seus ideias cinematográficos, ao status que alcançou e consegue criar um cinema bastante impactante. Talvez, ele tenha se preocupado mais com isso, do que a com a técnica. Isso não é demérito, cinema não é só técnica. Bacurau poderia ser, mais do que Aquarius, um ponto de início pra o despertar de uma cinefilia brasileira.

    Igor Guimarães | Em 04 de Dezembro de 2019 | NOTA: 8.5
  • Cinema nacional virando "gente grande", que orgulho"""

    Rosana de Almeida Machado | Em 01 de Dezembro de 2019 | NOTA: 9.0
  • O filme tem vários problemas (o que é o psicotrópico que eles usam? O que é essa personagem da Sônia Braga que não faz sentido algum em nenhum momento?), é bastante simplista na construção dos personagens e é bastante arrastado (para alguns será um martírio assistir o início). Acho que não posso criar expectativas antes de ver filmes tão hypados. Mas até que tem seus pontos positivos e o suspense político dark é o q me fez gostar

    João Davi Minuzzi | Em 01 de Dezembro de 2019 | NOTA: 7.0