Saltar para o conteúdo
7,4
Média
428 votos
?
Sua nota
Direção
Roteiro:
M. Night Shyamalan (escrito por)
Gênero:
,
Origem:
Estreia:
23/03/2017
Duração:
116 minutos

Filmes Relacionados

Lupas (53)

  • Decepção.

    Lucas Lopes | Em 24 de Outubro de 2019 | NOTA: 5.0
  • Mudanças de perspectivas constantes, controle absoluto dos movimentos de câmera e o suspense como algo maior: “Fragmentado” é M. Night Shyamalan em estado bruto! James McAvoy, fantástico, é o brinde de luxo. Filmaço!

    Carlos Vinícius | Em 24 de Janeiro de 2019 | NOTA: 8.0
  • Filmaço! Shyalaman constrói sua narrativa que vai além sobrenatural: os traumas do protagonista são tão devastadores a ponto de criar outros campos de existência, sendo "A besta" o ser mitológico por excelência, um übermensch destrutivo e suicidário.

    Júlio César Filho | Em 18 de Janeiro de 2019 | NOTA: 8.5
  • O cinema de fábula de Shyamalan dessa vez direcionado para a narrativa da chapeuzinho vermelho (Casey) que, para enfrentar o lobo mau (Personificação da Fera e do tio), são ajudadas pela orientação do caçador (o pai). E ainda somos presenteados no final.

    Fabio Bach | Em 08 de Janeiro de 2019 | NOTA: 9.0
  • Muito interessante o filme e a ideia do roterista. Atuação muito boa do protagonista. Mas, vale uma critica nas partes finais do filme.

    GUILHERME SEOLIN DIAS | Em 26 de Setembro de 2018 | NOTA: 8.5
  • quando Shyamalan trata de contar suas versões bizarras de super-heróis e vilões (como acontece aqui), ele cria tensão, que é o que ele tem de melhor para oferecer, mesmo com soluções capengas no roteiro. McAvoy esnobado pelo Oscar

    Olivio Gavassi Netto | Em 03 de Julho de 2018 | NOTA: 7.0
  • Ótimo filme.

    Eduardo Gomes Beserra | Em 17 de Junho de 2018 | NOTA: 9.0
  • Acho que sobra uma pouco de gordura e a alta pretensão não ajuda muito Shayamalan, ele quando faz filmes menos grandiosos como o anterior A Visita vai melhor. Gosto muito da construção do personagem principal, mantém o interesse ao longo do filme

    Caio Santos | Em 20 de Maio de 2018 | NOTA: 7.5
  • Consegue criar alguma tensão e medo no espectador todavia me parece um filme comum sobre um maníaco alucinado com diferentes personalidades. Todos os flashbacks não acrescentam em nada e diminuem o ritmo da tensão. Um trabalho razoável apenas.

    Eliezer Lugarini | Em 10 de Fevereiro de 2018 | NOTA: 6.0
  • Dado a sinopse podia ser mais contundente e assustador. Ainda assim prende em alguns momentos e cai no ostracismo em outros, o final irregular e muitas pontas ficam soltas.

    Marques Chery M.K | Em 06 de Fevereiro de 2018 | NOTA: 5.0
  • Simples e didático, será usado a exaustão nas universidades de psicologia. A atuação de McAvoy lembrou-me do famoso diretor J.LG. falando sobre os filmes serem documentários sobre os corpos dos atores.

    Chcot Daeiou | Em 03 de Fevereiro de 2018 | NOTA: 8.5
  • - I see superheroes. - How often? - All the time. They are everywhere.

    Paulo Henrique de Aragão | Em 15 de Janeiro de 2018 | NOTA: 7.0
  • Não achei nada demais.E A Visita é melhor.

    Araquem da Rocha | Em 07 de Dezembro de 2017 | NOTA: 6.0
  • assistir um filme que depois vira outro, completamente diferente é muito legal. e se cinema é feito de mentiras, Shyamalan é um belo mentiroso.

    Pedro | Em 30 de Setembro de 2017 | NOTA: 7.5
  • McAvoy e Taylor-Joy em grandes atuações, Shyamalan com direção e roteiro excelentes. O filme traz vários momentos muito tensos. E ainda tem uma parte técnica não menos do que excelente. Não gosto muito dos últimos 20 minutos, mas é um filmaço.

    Thiago Cavalcante Hércules | Em 13 de Setembro de 2017 | NOTA: 9.0
  • O diretor Shyamalan M. Night segue tentando deixar de ser o Orson Welles de sua geração, ou seja, aquele que nunca superou o impacto de dirigir sua obra-prima no inicio de carreira.

    Edward Jagger DeLarge | Em 05 de Setembro de 2017 | NOTA: 2.0
  • É o tipo de filme que tinha tudo pra dar certo à Shyamalan e fazê-lo retomar o rumo de sua carreira: um roteiro sedutor, muito suspense, altas reviravoltas narrativas, e, ainda por cima, espaço para um crossover futuro bem oportuno com outra de suas obras

    Vinícius de Castro | Em 19 de Julho de 2017 | NOTA: 7.0
  • Poderia ser um ótimo estudo sobre fé e os medos, mas Shyamalan deixa tudo muito superficial e preguiçoso. McAvoy e Taylor-Joy salvam o que poderia ser bem pior. Uma pena ver que o diretor ainda não se ascendeu.

    Guilherme Medeiros | Em 15 de Julho de 2017 | NOTA: 5.5
  • Peca por não conhecer os seus limites, se aprofundando onde não devia, o que acaba gerando furos de roteiro imperdoáveis como: flashbacks, personagens chorando, a cena do carro, etc. Nem a tal reviravolta empolga.

    César Barzine | Em 13 de Julho de 2017 | NOTA: 5.5
  • Tropeça em momentos expositivos em demasia, mas Shya navega elegante na essência do suspense e de seu própria cinema numa alegoria sobre medo e confronto, deixando claro seu domínio dramático e cênico. McAvoy num dos melhores desempenhos do ano.

    Ravel Macedo | Em 11 de Julho de 2017 | NOTA: 7.5