Saltar para o conteúdo

Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro

(Tropa de Elite 2: O Inimigo Agora é Outro, 2010)
8,6
Média
1332 votos
?
Sua nota
Direção
José Padilha
Roteiro:
José Padilha (roteiro e argumento), Bráulio Mantovani (roteiro e argumento), Rodrigo Pimentel (argumento)
Gênero:
Policial
Origem:
Brasil
Duração:
116 minutos

Lupas (76)

  • É um puta filme encorpadão como já era o primeiro, tem lá seus didatismos que não atrapalham tanto assim.

    Caio Santos | Em 04 de Março de 2019 | NOTA: 5.5
  • Se o primeiro filme era uma história sobre o BOPE, o segundo é a história de Nascimento, e essa mudança de tom não só foi muita ousadia de Padilha, como também fez a trama evoluir muito. Impactante, poderoso e revoltante, 'Tropa 2' é fantástico.

    Bruno Cavalcanti | Em 28 de Outubro de 2018 | NOTA: 10.0
  • Avança em questões semeadas pelo primeiro filme, evitando dicotomias fáceis e entregando um documento audiovisual sobre a melodia nefasta que ressoa no Rio de Janeiro.

    Patrick Corrêa | Em 15 de Abril de 2018 | NOTA: 8.0
  • No mesmo nível do primeiro. Um grande filme brasileiro! Abraços!

    Marco Roberto de Oliveira | Em 06 de Agosto de 2017 | NOTA: 8.0
  • 27/10/10 -È até melhor que o primeiro.

    Eduardo Scutari | Em 07 de Maio de 2017 | NOTA: 9.5
  • A verdade sobre o Brasil em menos de duas horas num longa corajoso e ousado que expõe toda realidade do país.

    Daniel Barreto | Em 03 de Abril de 2017 | NOTA: 9.0
  • Parece que Padilha ficou com medo depois que o primeiro filme foi chamado por alguns de "fascista". Além disso, a narração - que era interessante no primeiro - mostrou-se uma marca do diretor. A cada minuto Padilha sente que tem de explicar o que ocorre.

    Italo Augusto | Em 26 de Outubro de 2016 | NOTA: 3.0
  • O segundo filme surpreendentemente é do mesmo nível (ou até melhor) que o seu antecessor. Supera as expectativas, Padilha e Wagner Moura remontam, trazem novidades, e com justiça é um dos grandes filmes brasileiros.

    Guilherme Medeiros | Em 13 de Julho de 2016 | NOTA: 9.0
  • Retrato brutal da corruptividade - e agora não só na polícia brasileira ao se estender para a mídia. José Padilha entrega um filme no qual sobra tensão e verdade, melhor que o primeiro exemplar em direção. Só peca pelo excesso de narração.

    André Casado | Em 23 de Junho de 2016 | NOTA: 8.5
  • Quando as pessoas são tomadas pela arrogância, elas tendem a esquecer de que são humanas!. Principalmente alguns poucos membros do Fóruns .A arrogância dos espertalhões é especialmente ridícula

    Jose Paulo de Araujo Pietro | Em 18 de Maio de 2016 | NOTA: 8.0
  • Talvez a maior obra-prima do cinema nacional. Ficando atrás apenas de Cidade de Deus pela naturalidade que Meirelles levou o filme.

    Cassio Lopes | Em 22 de Outubro de 2015 | NOTA: 9.0
  • Embora Wagner Moura não tenha feito uma interpretação tão marcante a empatia com seu personagem não rambotizado é maior. O filme tem uma narrativa excelente (a opção pelo off é acertada), cuja mensagem toma proporções cada vez maiores durante a exibição.

    Daniel Mendes | Em 14 de Outubro de 2015 | NOTA: 8.5
  • Brasileiro é assim, quando acerta no que estava errando a vida inteira erra no que acertava até então.

    Gustavo Coelho | Em 11 de Junho de 2015 | NOTA: 6.5
  • Infelizmente , real !

    Bruno Corlleone | Em 18 de Abril de 2015 | NOTA: 8.5
  • Não adianta negar, a verdade está aí. Abram os olhos.

    Marlon Tolksdorf | Em 19 de Janeiro de 2015 | NOTA: 6.0
  • Absoluto. Briga bloco a bloco com o primeiro filme pra saber qual é o melhor. Mais uma vez vigoroso e cheio de tensão e violência (mais até que o antecessor), não poupa ninguém das críticas, desta vez muito mais afiadas e por que não, utópicas.

    Marques Chery M.K | Em 08 de Janeiro de 2015 | NOTA: 9.5
  • Um tapa na cara do sistema! Superior ao seu antecessor por ter coragem de se desprender de quase toda a áurea criada ao redor do primeiro filme! Mais calmo, mais inteligente, mais corajoso e mais relevante em todos os aspectos!

    João Ferreira | Em 09 de Maio de 2014 | NOTA: 9.0
  • Dez vezes melhor que o 1º... e sim, Wagner Moura mandou bem demais na atuação.

    Gennifher Pestile | Em 10 de Abril de 2014 | NOTA: 9.0
  • O primeiro filme que vi no Cinema pois não tinha condições suficientes para pagar uma entrada, Graças a Deus hoje posso ir quantas vezes eu quiser.

    Darlan Pereira Gama | Em 10 de Março de 2014 | NOTA: 9.0
  • Tudo é tão real que você esquece que o Wagner Moura existe e acredita que aquele ser é Nascimento e ninguém mais(as pausas que ele da entre um diálogo e outro, especialmente no discurso final, são perfeitas). Ah é, também é uma grandiosa crítica social.

    Landerson DSP | Em 08 de Fevereiro de 2014 | NOTA: 9.0