Saltar para o conteúdo

Artigos

Especial Vestígios da Era de Ouro

O leitor de longa data do Cineplayers já deve ter percebido o nosso esforço recente por uma retomada. Se você chegou há pouco e não entende o que digo, eu explico: além de ferramentas de interação entre os usuários (algo que também está sendo reestabelecido), o CP cativou um público fiel graças à sua cobertura de obras alternativas, independentes, bem distantes do mainstream; por seus artigos e listas com textos colaborativos de sua versátil equipe de editores; por suas biografias e filmografias comentadas dos mais diferentes autores, de Otto Preminger, Paul Newman e Ingmar Bergman a John Carpenter, Hayao Miyazaki, Wes Craven e Takeshi Kitano, reconhecendo quem merece e nem sempre é lembrado; enfim, por seu resgate regular de filmes, artistas e movimentos clássicos do cinema, como a Nova Hollywood, o film noir, a nouvelle vague etc.

O Especial Monstros no Halloween, sobre sagas do cinema de terror, a lista colaborativa com as melhores obras de horror da década de 2010 e o retorno semanal do 7+ foram as primeiras iniciativas dessa espécie de retomada do Cineplayers — só que ainda mais constante, regular, planejada. E já temos uma quarta novidade: o Especial Vestígios da Era de Ouro, por Cesar Castanha.

Doutorando em Comunicação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Cesar decidiu unir o útil ao agradável e transformar os estudos de sua tese (sobre o espaço encenado no cinema e na televisão) em uma série de críticas para o Cineplayers. O Especial Vestígios da Era de Ouro deriva do momento de sua pesquisa, em que investiga os filmes do sistema de estúdios de Hollywood das décadas de 1930 a 1950 que popularizaram o cinema falado.

Daqui em diante, todo domingo, Cesar Castanha irá resgatar uma obra clássica nesse Especial Vestígios da Era de Ouro. (Re)descubra esses filmes com a gente!

01/12/2019 | Crítica de Alma em Pânico (1953), de Otto Preminger
24/11/2019 | Crítica de Fuga do Passado (1947), de Jacques Tourneur
17/11/2019 | Crítica de Dois no Céu (1943), de Victor Fleming
10/11/2019 | Crítica de Escravos do Desejo (1934), de John Cromwell
03/11/2019 | Crítica de As Quatro Irmãs (1933), de George Cukor

Comentários (3)

Araquem da Rocha | quinta-feira, 21 de Novembro de 2019 - 22:29

Esse é o diferencial do Cineplayers para os outros sites de cinema. E por isso, nós cinéfilos, gostamos dele.

Faça login para comentar.